Fique por dentro do

mundo angelus

brocas de acabamento e polimento
Gestão
< Voltar

Brocas de acabamento e refinamento: quais são os tipos e quando devem ser usadas?

Angelus | 8 de abril de 2020Quando o assunto é tratamento odontológico  utilizando brocas de acabamento e refinamento, é comum encontrar profissionais com dúvida sobre as melhores opções disponíveis no mercado. E não é só isso: eles também ficam sem saber quando elas devem ser utilizadas , quais os fornecedores ideais e outros detalhes do tipo.Foi pensando nisso que criamos este artigo completo sobre o tema. A ideia é disponibilizar para você todas as informações necessárias para uma escolha ainda mais certeira. Se você quer entender sobre o assunto, então vamos juntos mais uma vez!

Quais são os tipos de brocas de acabamento e refinamento?

Como você deve imaginar, existem diversos tipos de brocas — e elas, por sua vez, contam com uma grande gama de funcionalidades. Entre os usos mais comuns, destacamos a realização de preparos, cortes específicos para dente e material restaurador, procedimentos protéticos e cirúrgicos, remoção de osso, acabamento e refinamento.No caso das brocas de acabamento e refinamento, existe uma função específica: estabelecer ou criar uma superfície mais lisa no preparo dental e/ou material restaurador. Como o próprio nome indica, a ideia é realizar o “acabamento” do trabalho e, assim, atingir uma sensação mais refinada, como a que acontece logo depois que retiramos o bracket usado nos aparelhos ortodônticos.Nos casos de preparo para prótese, principal propósito de uma intervenção desse tipo é promover uma inserção mais passiva da peça protética ou da restauração (que pode ser feita com resina, por exemplo). Ainda assim, quando estamos falando de acabamento, nem sempre isso se limita a apenas um tipo de broca.

Os tipos de brocas disponíveis

Finalizar um procedimento odontológico pode ter etapas diferentes. Então, nada mais natural que existam brocas de acabamento para cada um desses momentos (como acabamento de preparo, de interface adesiva, de resina, entre outros).Muitos dentistas caem no erro de utilizar a broca errada para determinada situação, um aspecto que pode parecer despretensioso, mas que faz toda a diferença. Usar a broca recomendada é cuidar do paciente e, de quebra, do seu consultório.

Quando cada uma delas deve ser utilizada?

O formato da área ativa da broca é determinante para a indicação clínica. Embora tenham usos bem semelhantes, conheça as principais diferenças entre as brocas de acabamento e refinamento.

Brocas de acabamento

No caso das brocas de acabamento, temos as lâminas paralelas e as diagonais. As paralelas fornecem uma capacidade de corte maior, enquanto as diagonais possibilitam um corte mais específico.Os tipos de brocas de acabamento variam de diversas formas. Por exemplo, podem ser classificadas pela quantidade de lâminas (12 e18), pelas lâminas verticais e horizontais ou pela morfologia da área ativa.

Brocas de refinamento

O refinamento é uma fase avançada do acabamento. Ou seja, primeiro é feito o acabamento e, em seguida, essa etapa. O polimento vem ainda depois, sendo feito com o polidor.O refinamento é atingido apenas com a presença de 30 lâminas. Um exemplo de seu uso é a aplicação da resina composta e o refinamento de interface adesiva. Embora esse seja o único modelo (de 30 lâminas), existem variações de acordo com a morfologia da área ativa da broca

Relação entre as brocas e o uso dos motores

Depois de entender um pouco melhor sobre as duas brocas, é importante destacar que o processo de acabamento deve ser preferivelmente executado com motores de baixa rotação ou com motores elétricos.Muitos dentistas usam a turbina de alta rotação, tendo em vista que ela é mais barata e que os encaixes das brocas de acabamento são feitos para esse modelo. Ainda assim, essa não é a melhor opção devido a sua instabilidade de rotação e baixíssimo torque.Hoje sabemos que o processo de acabamento e refinamento depende muito do controle da rotação e do torque. Isso significa que, se o dentista pegar uma broca de acabamento e refinamento e utilizá-la em alta rotação, não extrairá o seu melhor, isso sem falar que pode até estragá-la.

Qual a importância de optar por bons fornecedores?

Encontrar bons fornecedores representa a tranquilidade de lidar com um material de excelência — o que faz toda a diferença no resultado final. Alguns dentistas consideram apenas o valor mais barato e, como consequência, acabam se deparando com opções que têm menor durabilidade, baixa qualidade de corte e alto risco de fraturas durante o uso.Prova disso são as opções soldadas ou ainda importadas de países asiáticos, como as vindas da China. Algumas delas chegam a custar R$0,50 — um preço que pode parecer atrativo em um primeiro momento, mas que afeta a relação com o paciente a longo prazo. É isso mesmo: cedo ou tarde ele descobre que os cuidados odontológicos não eram feitos com o zelo esperado.As brocas excessivamente baratas costumam ter lâminas irregulares, sem distribuição homogênea e sem a capacidade de corte ideal. Ainda costumam apresentar falhas, por não girarem em um eixo único.Todos esses aspectos promovem um acabamento deficiente, mas os problemas podem ser ainda maiores. Em alguns casos, as brocas de má qualidade podem até fraturar a parte ativa dentro da boca do paciente, trazendo ainda mais dor de cabeça tanto para o paciente quanto para o profissional.

Por que escolher a Prima Dental by Angelus?

Depois de entender um pouco melhor a importância de ser criterioso na escolha do fornecedor, pode ser que você esteja se perguntando por que escolher a Prima Dental by Angelus, certo?Para começar, as brocas da Prima Dental by Angelus são compostas por matéria prima de extrema qualidade. O aço é selecionado e as brocas são sólidas, ou seja, não soldadas como acontece em grande parte dos casos. Esse é mais um aspecto que pode transformar a entrega final!Além disso, como são fabricadas no Brasil por meio de tecnologia inglesa (Prima Dental Inglaterra), contam com um custo-benefício atrativo, tendo em vista que a tributação de importação é eliminada. Vale destacar que, ainda assim, o processo de fabricação é idêntico ao feito na Inglaterra, ou seja, é como se fosse uma broca importada, mas com o preço de uma nacional.A Angelus deu início à fabricação das brocas em 2014, tornando-se pioneira no país e na América Latina, uma vez que o restante do mercado local é composto por importadoras. Hoje, já conta com anos de experiência e conquistou a satisfação de dentistas em todo o paísAgora que você entende melhor a importância de dar atenção às brocas de acabamento e refinamento, esteja atento e faça as melhores escolhas! Paute sua decisão além do valor, sempre pensando na qualidade da entrega final e na satisfação do paciente.Se você ficou curioso e quer conhecer as brocas produzidas pela Prima Dental by Angelus, entre em contato conosco. Assim, um de nossos consultores pode explicar ainda mais detalhes sobre as vantagens desse produto.
4 dicas eficientes para a gestão do seu consultório!Powered by Rock Convert