Fique por dentro do

mundo angelus

Gestão
< Voltar

É endodontista iniciante? O que você precisa saber para ter sucesso na carreira!

Angelus | 8 de janeiro de 2021

Entre tantas especialidades na Odontologia, uma que sempre tem destaque é a Endodontia. Para o público, é o profissional que faz o temido tratamento de canal, mas, com as novas tecnologias, equipamentos e materiais que surgem para essa área, os procedimentos se tornam bem mais eficazes, trazendo menos incômodo ao paciente.

Nesse sentido, é fundamental que o endodontista iniciante siga alguns passos para ter sucesso na carreira. Quer saber como se aprimorar nessa especialidade e, assim, se destacar no mercado?

Então, não perca a entrevista que fizemos com Dr. Warley Luciano Fonseca Tavares, professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que é especialista, Mestre e Doutor em Endodontia.

Como está o mercado da Endodontia atualmente no país?

A Endodontia sempre foi uma especialidade que esteve em alta no país e, atualmente, é importante destacar que as pessoas estão mantendo os dentes por mais tempo na boca, o que aumenta a probabilidade de precisarem dos serviços nessa área. Desse modo, estamos falando de uma especialidade que sempre vai ter um lugar de destaque na Odontologia. Hoje, pode-se dizer que o mercado está na média, ou seja, não está superaquecido, mas também está bem longe de ser um segmento em retrocesso.

Quais capacitações são indicadas para o endodontista iniciante?

O dentista que escolhe se tornar um endodontista precisa saber que essa é uma das especialidades que mais demandam investimento técnico e científico, bem como de materiais. Dessa maneira, a recomendação é começar por um aperfeiçoamento logo após a formação universitária, para que seja possível entender e ficar por dentro de como funciona essa área.

A partir disso, a dica é optar por cursos mais intensivos, como a especialização e também cursos de curta duração, que vão dar mais respaldo para o profissional sobre as novas tecnologias, as tendências e os novos conceitos desse segmento.

Como o endodontista pode se manter atualizado?

O endodontista iniciante precisa escolher cursos de boa qualidade. Assim, é preciso ter cuidado com cursos mais baratos ou apelativos. Ao buscar uma instituição de ensino, pesquise a reputação dos professores, pois contar com um corpo docente qualificado vai fazer uma grande diferença na sua formação.

Quais os principais desafios dessa especialidade?

Independentemente da área da Odontologia, existem os casos convencionais, aqueles mais básicos, que são normais para a rotina de todos os profissionais. No caso da Endodontia, as dificuldades aparecem em fatos mais complexos, como:

  • Situações em que o tratamento endodôntico precisa ser refeito;
  • Tratamento que teve insucesso e que vai demandar cirurgias parendodônticas;
  • Pacientes que apresentam dificuldades anatômicas;
  • Dentes calcificados;
  • Dentes com curvatura acentuada.

São diferentes situações mais específicas, em que o endodontista vai ter que buscar novos conhecimentos, ou seja, realizar cursos para se aprimorar cada vez mais dentro da especialidade.

Quais as principais competências de um bom endodontista?

Para se destacar nesse mercado, é necessário que o endodontista:

  • Saiba como conversar com seu paciente;
  • Passe confiança para o paciente e para o referenciador, que é o dentista que vai indicar o seu serviço para realizar o tratamento;
  • Invista em estudos, buscando aprimoramento, pois o profissional não pode ficar parado no tempo, ainda mais se escolheu uma especialidade cercada de inovação.

Como precificar o tratamento endodôntico?

Na hora de o endodontista iniciante precificar o tratamento, ele precisa considerar uma série de fatores, como:

  • Localidade da clínica;
  • Sua faixa de clientes (classe A, B ou C);
  • O custo operacional de seu consultório odontológico;
  • Seu volume de tratamentos;
  • O padrão de vida que quer ter.

Afinal, você não vai se tornar um dentista milionário trabalhando pouco em um local onde atende pacientes da classe C, por exemplo. Então, para conseguir um bom volume financeiro nesses locais, é necessário trabalhar por muito tempo ou ter que fazer o trabalho de forma muito rápida. Nessa segunda opção, há o risco de diminuir a qualidade do seu serviço, por isso é preciso balancear diferentes aspectos.

Quais ações de marketing são indicadas para atrair mais pacientes?

Uma forma de o endodontista iniciante divulgar seus serviços é, justamente, fazendo o investimento em marketing. Contudo, é preciso ter em mente que esse tipo de ação não pode ser apelativa, visto que o profissional deve trabalhar, tanto com a confiança do seu paciente, quanto do referenciador.

Assim, são estratégias que devem focar no conhecimento técnico e científico, destacando que o profissional se aprimora constantemente e que tem os equipamentos e materiais necessários para fazer um bom trabalho na área. O melhor marketing, principalmente na saúde, é o conhecido boca a boca com o paciente. Por isso, é necessário tratar bem o público, oferecendo uma boa experiência para fidelizá-lo e para que ele mesmo faça uma propaganda espontânea dos seus serviços.

No caso de optar pelas redes sociais, o recomendado é sempre buscar um profissional ou agência de marketing digital, que terá o conhecimento sobre as melhores estratégias. Pode parecer simples lidar com essas mídias, mas há o risco de desagradar o público e comprometer a reputação do endodontista.

Quais as dicas para ser um endodontista de sucesso?

Para se destacar nesse mercado, é importante ter um bom relacionamento com outros colegas da Odontologia, trabalhar bastante e se manter atualizado, buscando se aprimorar e estudar para ter a capacitação técnica e científica na área.

Saiba ainda que o caminho do sucesso não acontece da noite para o dia. A nova geração está muito imediatista e quer resultados cada vez mais rápidos. Porém, você não se torna um bom endodontista do dia para o outro: é preciso treinamento, conhecimento, além de investimento em técnicas que realmente funcionem e isso demanda uma curva de aprendizado, ou seja, exige tempo.

Agora, você já sabe qual é a trajetória que o endodontista iniciante deve seguir para impulsionar a carreira nessa especialidade. Além de escolher bons cursos de aprimoramento, é preciso também pesquisar sobre os fabricantes de materiais dessa área para ficar por dentro das inovações e, assim, oferecer um tratamento com mais qualidade.

Gostou das informações que apresentamos neste post? Se você quer esclarecer outras dúvidas sobre essa especialidade, é só entrar em contato com os nossos especialistas para que possamos conversar melhor!