Fique por dentro do

mundo angelus

Equipe de consultório
Gestão
< Voltar

Dicas para estruturar uma equipe odontológica

Angelus | 23 de outubro de 2020

Abrir um consultório odontológico é um sonho para muitos profissionais. Nada mais natural, já que essa pode ser uma verdadeira conquista para qualquer dentista. Ainda assim, a tarefa nem sempre é fácil e pode ser enfrentada como um grande desafio. Isso porque, além de cuidar de várias frentes como encontrar um local para o atendimento, questões relacionadas a licença sanitária, marketing e entre outros assuntos, o profissional também deve preocupar-se com uma etapa fundamental que é a estruturação da equipe odontológico. Se você quer saber o que considerar nesse momento, então está no lugar certo. Leia este artigo até o final e fique por dentro do tema. Vamos lá?

Afinal, quem deve ser contratado para equipe de consultório?

Para tornar a tarefa de contratação um pouco mais fácil, veja, a seguir, alguns profissionais que irão auxiliar o seu consultório/clínica ter uma melhor performance.

1. Recepcionista

Profissional extremamente importante, pois é o “cartão de visitas” de seu consultório, responsável pelos agendamentos e confirmações de horários, organização de prontuários além de ter o contato inicial com o paciente nos esclarecimentos de dúvidas básicas. Este colaborador deve ser constantemente treinado para que possa oferecer um atendimento diferenciado aos pacientes desde a recepção. Dependendo do tamanho da clínica pode ser necessário mais de um profissional para desempenhar esta atividade.

2. Auxiliar de saúde bucal

O auxiliar de saúde bucal pode ser um verdadeiro facilitador no trabalho do dentista no dia a dia, pois auxilia em todo o procedimento clínico que vai desde a montagem da mesa, instrumentação, limpeza dos materiais e sua esterilização. Embora esse profissional não precise ser formado em odontologia, pode ser um grande diferencial ter conhecimentos técnicos ou experiência prévia no setor. Por isso, se atente ao histórico desse profissional e os cursos realizados por ele no momento da entrevista.

3. Auxiliar administrativo

Este profissional é responsável pela parte financeira da clínica, por manter o pagamento dos profissionais em dia, verificar o recebimento dos clientes, pagar todas as despesas fixas e variáveis da empresa. Em alguns casos ele também é responsável por negociar as formas de pagamento e valores com os pacientes, caso o dentista opte por não se envolver em assuntos financeiros. Nas clínicas que possuem um grande volume de pacientes e profissionais o dentista pode optar em contratar colaboradores cada vez mais especializados em determinadas áreas como no caso de um contador ou pode contratá-lo conforme demanda, ou seja, não precisa ser um colaborador exclusivo do consultório. Essa é uma forma de ter o serviço especializado, sem ter que desembolsar grandes valores por isso.

4. Limpeza e conservação

O ambiente de consultas odontológicas deve ser rigorosamente limpo. A pessoa responsável pela limpeza é crucial para o funcionamento do consultório, já que tem um papel determinante na forma que ele vai ser percebido pelos pacientes. Para ter resultados ainda melhores, é bom contratar alguém que conheça e esteja atento às normas de vigilância sanitária. Assim, você garante que a limpeza seja feita dentro dos padrões indicados. Caso não encontre alguém com esse perfil, treine sua equipe para atender as necessidades específicas do seu ambiente de trabalho. Invista sempre em capacitação para todos os profissionais e especialmente para os profissionais de serviços gerais, pois a limpeza é um fator crítico e de risco dentro de seu consultório, por isso é de suma importância que todos saibam como agir e estejam cientes sobre a limpeza e conservação do consultório odontológico.

Como contratar uma equipe eficiente?

Depois de conhecer alguns profissionais que não podem faltar para o bom funcionamento da sua clínica, pode ser que esteja se questionando sobre como contratar uma equipe eficiente e diferenciada. Veja algumas dicas que elencamos a seguir:

  • Conheça as formas de contratação: procure conhecer as alternativas existentes e siga com o regime mais indicado para cada situação;
  • Avalie a experiência do profissional: avalie se o profissional já trabalhou em outros consultórios odontológicos, se entende às demandas e necessidades do setor e a outras especificidades, este conhecimento prévio poderá facilitar e otimizar a performance do profissional;
  • Faça testes práticos: para conhecer o real entendimento do candidato para a vaga e desempenho da função;
  • Peça indicações a outros profissionais: os colegas de profissão podem conhecer pessoas qualificadas e que estejam disponíveis no mercado de trabalho;
  • Planeje bem o processo seletivo: pense com calma sobre o tipo de experiência que essa pessoa deve ter na contratação. Além disso, procure outras habilidades e comportamentos importantes para o trabalho que será desempenhado, como a vontade de aprender, o bom relacionamento com os colegas e a adaptação.

Depois de ler este artigo e entender um pouco melhor o que considerar na hora de contratar sua equipe odontológica, não deixe de colocar essas dicas em prática. Você vai perceber que, ao seguir algumas indicações, fica consideravelmente mais fácil organizar um time estruturado. Essa é uma ótima maneira de alavancar seu negócio e oferecer um serviço diferenciado para os pacientes. Se você quer continuar acompanhando outros materiais que temos produzido, assine nossa newsletter agora mesmo. Assim, você recebe conteúdos de qualidade diretamente no seu e-mail, para se manter informado.