Fique por dentro do

mundo angelus

Fluxo de caixa direto: entenda esse método
Gestão
< Voltar

Fluxo de caixa direto: entenda sobre esse método financeiro essencial para seu consultório!

Angelus | 10 de dezembro de 2021

Ter uma boa saúde financeira é essencial para a sobrevivência de um negócio. Portanto, deve ser uma prioridade para a gestão do seu consultório odontológico. Nesse sentido, você sabe o que é o fluxo de caixa direto?

Essa ferramenta pode ajudar na hora de fazer a contabilização do caixa e o monitoramento adequado dos recursos financeiros do empreendimento. Por essa razão, é imprescindível que todo empreendedor entenda sobre o assunto, independentemente do ramo de atuação.

Neste artigo, você entenderá o que é o fluxo de caixa direto, as suas vantagens e a importância de aplicá-lo em seu consultório. Acompanhe!

O que é fluxo de caixa?

Antes de entender o que é o fluxo de caixa direto, é importante entender o significado de fluxo de caixa. Esse conceito se refere à atividade que acompanha as entradas e as saídas de capital da empresa durante um determinado período.

Dessa maneira, ele permite que o gestor avalie o crescimento do negócio e identifique se os recursos são suficientes para cobrir as despesas.

Além disso, ele possibilita o planejamento financeiro do negócio para o futuro, incluindo a necessidade de empréstimos ou investimentos. Porém, vale saber que existem dois métodos de fluxo de caixa: o direto e o indireto.

O que é fluxo de caixa direto?

Como você viu, o fluxo de caixa direto é um método de fluxo de caixa. Nele, são registradas as movimentações de entrada e saída de recursos da empresa de forma detalhada. Assim, o gestor pode organizá-lo de forma diária, semanal ou mensal, de acordo com suas necessidades.

Assim, o fluxo de caixa direto tem como objetivo informar os resultados brutos do negócio. Para isso, ele deve conter os seguintes dados:

  • Capital recebido por clientes;
  • Recursos utilizados para pagamentos de funcionários e fornecedores;
  • Pagamento de multas e juros;
  • Impostos devidos pela empresa.

Nesse sentido, o fluxo de caixa direto apresenta vantagens interessantes para a gestão do negócio. Por exemplo, ele tem um formato bem simples, o que facilita o entendimento. Desse modo, fica mais fácil avaliar as informações para guiar a tomada de decisão.

Por consequência, essa ferramenta otimiza a administração financeira da empresa. Ademais, ele demonstra a capacidade de seu consultório odontológico em manter todas as suas funções ativas, gerar lucro e potencializar o crescimento.

Vale saber que, embora o método seja mais custoso para a empresa, ele permite que os dados estejam sempre atualizados. Esse é um fator essencial para as atividades do setor contábil da clínica.

Qual é a diferença entre fluxo de caixa direto e indireto?

Você já aprendeu como funciona o fluxo de caixa direto. Agora, vale entender a diferença em relação ao fluxo de caixa indireto. Na prática, a distinção se dá porque o segundo aponta os resultados líquidos do negócio, apresentando uma visão comparativa e sendo um instrumento de análise.

Também vale saber que por meio dele é possível chegar ao valuation da empresa — processo que estima o valor intrínseco de um negócio. Isso pode ser interessante para desenvolver novas estratégias que visem maior destaque no mercado, embasando o planejamento da clínica.

Como fazer o fluxo de caixa direto no consultório?

Agora que você já sabe o que é fluxo de caixa direto e a sua diferença para o método indireto, é necessário compreender como aplicá-lo em seu consultório odontológico. Primeiramente, o fluxo de caixa direto precisa conter uma estrutura mais prática e objetiva para que garanta a fácil compreensão.

De modo geral, o esqueleto do fluxo de caixa direto contém:

  • Saldo inicial do caixa: valor com o qual o consultório fechou o último caixa (positivo ou negativo);
  • Recebimento de recursos: valores recebidos pelo consultório no período, como mensalidades e pagamentos de serviços pelos clientes;
  • Pagamentos de despesas: valores gastos pelo consultório, como Pagamento de materiais, fornecedores e funcionários;
  • Saldo operacional do caixa: diferença entre valores recebidos e pagos;
  • Saldo final do caixa: soma de todos os valores do fluxo de caixa direto.

A partir dessa estrutura, você pode fazer os lançamentos das informações em uma planilha ou em softwares especializados.

Qual a importância do fluxo de caixa para o consultório odontológico?

Você já sabe que o fluxo de caixa direto é um método simplificado de fazer o fluxo de caixa. Mas também é importante saber a importância desses processos para o seu consultório.

Para tanto, vale relembrar que, no fluxo, são registrados todos os pagamentos e recebimentos da empresa durante o período determinado. Assim, após a elaboração dessa tarefa, você pode entender se o seu consultório apresenta saldo negativo ou positivo.

Com essa informação, o fluxo de caixa permite a tomada de decisões importantes sobre o seu consultório. Em caso de saldo negativo, pode ser necessário que você assuma medidas de corte de gastos.

Já a condição de saldo positivo significa que o negócio está cumprindo com as obrigações financeiras. Então você pode vislumbrar o crescimento do seu consultório odontológico, investindo os recursos disponíveis. Por outro lado, sem o fluxo de caixa não há como saber se o seu negócio está sendo lucrativo ou não.

Demonstração dos Fluxos de Caixa e a Lei nº 11.638/07

Outro ponto importante está no fato de que o processo é importante para elaborar o demonstrativo de fluxo de caixa (DFC). Esse termo se refere ao relatório contábil que mostra as movimentações financeiras de um período e os resultados desse fluxo.

A elaboração desse documento é obrigatória para as empresas de capital aberto ou com patrimônio líquido superior a 2 milhões de reais, segundo a lei nº 11.638/2007. Para pequenas e médias empresas, a determinação se encontra na NBC TG 1000.

Essa demonstração deve ser apresentada junto a outros relatórios de contabilidade, pelo menos, uma vez ao ano. Portanto, o fluxo de caixa deve ser feito tanto para dar suporte à gestão quanto para atender às condições legais.

Ao longo deste artigo, você pôde entender sobre o método financeiro de fluxo de caixa de direto. Essa ferramenta utilizada na gestão financeira é essencial para o sucesso do seu consultório odontológico. Por essa razão, não deixe de aplicá-la em seu negócio!

Você sabe como alinhar gestão e qualidade em seu consultório? Aproveite e entenda sobre gestão de economia!