Fique por dentro do

mundo angelus

Gestão
< Voltar

6 regras do marketing odontológico que você deve saber

Angelus | 13 de agosto de 2019

O marketing odontológico é necessário para quem deseja afirmar sua autoridade no mercado. Por meio da divulgação, o cirurgião-dentista pode se tornar reconhecido ao apresentar sua clínica e seu trabalho. O marketing ajuda o profissional a conquistar a confiança dos pacientes, construir sua imagem e, consequentemente, aumentar sua credibilidade.

E a busca por cirurgiões-dentistas e clínicas de odontologia por meio da internet não para de aumentar. Mais da metade da população procura informações sobre saúde no Google.

Não temos dúvidas que o ambiente digital é uma ótima ferramenta de divulgação, porém os profissionais da Odontologia estavam presos a uma legislação antiga, que dificultava a divulgação do trabalho de uma forma mais comercial.

Neste post reunimos informações sobre as principais mudanças na nova resolução do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que envolvem a divulgação da odontologia no meio digital, para ajudar você a se manter atualizado e trabalhando de forma ética.

Por que é importante dominar o marketing odontológico?

Considerando que os pacientes tenham acesso às mídias sociais dos dentistas, é de grande importância que os profissionais dominem o marketing odontológico, o que pode ajudar a fidelizar e alcançar novos pacientes.

O marketing odontológico deveria ser uma disciplina fundamental durante a graduação, mas ela ainda não faz parte da grade curricular da maioria das universidades. Por isso, os profissionais precisam buscar meios de aprender sobre essa importante área que está em constante crescimento.

Em seguida, abordaremos as principais mudanças no Código de Ética Odontológica, com ênfase no capítulo específico que trata da publicidade: os Artigos 32 a 36.

Quais normas devem ser levadas em conta no marketing odontológico?

Conforme o Artigo 32, os anúncios, propagandas e publicidades podem ser feitos desde que sigam as determinações do Código. Saiba quais as normas abaixo:

1. Divulgue seu nome e número de inscrição no CRO

O Artigo 33 diz que, nos materiais de divulgação, é obrigatório constar:

  • Nome e número de inscrição do profissional ou da empresa envolvida;
  • Nome representativo da profissão, ou seja, “cirurgião-dentista”;
  • Nome representativo das demais profissões envolvidas;
  • No caso de pessoas jurídicas, nome e número de inscrição do responsável técnico.

Há algumas informações que são facultativas e podem aparecer no conteúdo de divulgação sem problemas:

  • Áreas nas quais o profissional atende — por exemplo, clínico geral ou a especialidade em que atua, desde que registrada no CRO e reconhecida pelo CFO —, procedimentos realizados e as técnicas de tratamento;
  • Títulos stricto sensu obtidos;
  • Endereço, telefone, e-mail, horário de atendimento, convênios, atendimento domiciliar e credenciamentos;
  • Logotipo da empresa.

2. Não use expressões que caracterizem sensacionalismo

Publicar vídeos ou fotos sensacionalistas, que não condizem com a realidade, somente para atrair pacientes, continua terminantemente proibido.

Isso inclui usar imagens que não correspondam à realidade, apresentando procedimentos que não foram realizados por você, com excesso de correções feitas no Photoshop, e dizer ao paciente que o sorriso dele ficará igual ao da foto. Propor restabelecer todos os dentes do paciente e prometer que eles voltarão a ser como eram antes de alguma doença também não é correto.

Enfim, aliciar pacientes por meio de anúncios falsos, irregulares, ilícitos, imorais ou que caracterizem concorrência desleal é caracterizado como sensacionalismo e não deve ser praticado. Além disso, tome muito cuidado com o uso da palavra “popular”.

3. Não faça autopromoção

O Artigo 35 afirma que é considerado infração ética usufruir de propaganda irregular em benefício próprio, mesmo que não tenha sido o responsável direto pela publicação do conteúdo.

Por isso, podemos citar algumas atitudes que não devem ser praticadas em hipótese alguma:

  • Induzir a opinião pública a acreditar que há reserva de mercado na Odontologia;
  • Divulgar títulos, qualificações ou especialidades que não estejam registradas;
  • Anunciar ou divulgar técnicas ou terapias não tenham sido comprovadas cientificamente com o intuito de atrair clientes e beneficiar sua clínica ou consultório.

4. Não pratique concorrência desleal

Isso vale para qualquer profissional da Odontologia, incluindo pessoa física ou jurídica, convênios, planos de assistência à saúde e afins, segundo o Artigo 36.

Alguns exemplos de prática de concorrência desleal são:

  • Anunciar preços — o preço pode ser informado quando o paciente o solicita por meio de algum contato;
  • Oferecer serviços gratuitos;
  • Divulgar as formas de pagamento;
  • Oferecer benefícios, como cartões de fidelidade.
  • Criticar as técnicas usadas pelos colegas de profissão, dando a entender que elas são inadequadas ou desatualizadas;
  • Divulgar ou permitir que sejam divulgadas observações negativas sobre a atuação clínica de outro colega de profissão;
  • Oferecer trabalho para trocar favores;
  • Realizar serviços profissionais como prêmio em concursos.

5. Não mercantilize a Odontologia, nem prometa resultados

Nunca prometa aos seus pacientes que eles ficarão com o sorriso igual ao de determinadas pessoas, uma vez que cada paciente tem um formato de rosto e de arcada. Além disso, divulgar dados que identifiquem o paciente também é proibido, a menos que ele assine um termo de consentimento livre e esclarecido autorizando a divulgação de sua imagem.

6. Não divulgue imagens da realização de procedimentos

Sem sombra de dúvidas, este é o item mais polêmico. Utilizar imagens e/ou vídeos da realização de procedimentos de atendimentos odontológicos — exceto em publicações científicas — continua sendo proibido pelo comitê de ética.

Entretanto, agora a divulgação de “selfies” junto com pacientes é permitida, desde que a foto contenha a autorização do paciente ou do seu responsável legal, por meio de um termo de consentimento livre e esclarecido.

Divulgar imagens referentes ao diagnóstico e à conclusão dos tratamentos, quando o cirurgião-dentista for o responsável pelo procedimento, agora está permitido, desde que com autorização prévia do paciente ou do seu responsável legal.

Além disso, todas as imagens deverão conter o nome do profissional e o seu número de inscrição no CRO nos materiais de divulgação.

Como fazer um marketing odontológico eficaz e ético?

Depois de tantas regras, parece muito difícil praticar o marketing odontológico sem infringir nenhum item do Código de Ética. Porém, há diversas maneiras de realizar o marketing odontológico de modo eficaz, mantendo a ética e a integridade perante as normas.

O marketing odontológico permite que você expanda seus horizontes, evitando restringir a divulgação de seus tratamentos apenas à clínica ou consultório. Com uma boa estratégia de divulgação, você pode conquistar pacientes no curto e no longo prazo. Um bom exemplo é a criação de conteúdos online que sejam interessantes para o seu público-alvo.

Por onde começar?

As redes sociais podem ser um bom início para começar a divulgar o seu trabalho, montar um blog também é uma excelente opção. Além disso, as mídias sociais podem ajudar a distribuir os conteúdos produzidos. Por meio delas, você poderá compartilhar textos introdutórios, convidando o leitor a acessar sua página para ler o restante do material.

Você também pode disponibilizar o Messenger ou o WhatsApp para que o paciente consiga se comunicar de forma rápida e fácil com você.

Portanto, conforme você viu nesse artigo, respeitando as normas legais citadas acima, você pode implementar o marketing odontológico para divulgar seu trabalho em anúncios e propagandas, além de oferecer conteúdos e informações relevantes para seus pacientes em diversos meios de comunicação.

Se você deseja alcançar mais pacientes, aumentar o fluxo da sua clínica ou consultório e manter os pacientes atuais, leia também sobre as melhores estratégias de fidelização dos pacientes neste artigo.