Fique por dentro do

mundo angelus

Cimentos obturadores e suas principais características.
Gestão
< Voltar

Cimentos obturadores e suas principais características.

Angelus | 9 de outubro de 2019O sucesso do tratamento endodôntico está relacionado entre inúmeros fatores, a técnica e ao material obturador, uma vez que características como propriedades físicas, químicas e biológicas devem ser consideradas para se obter, reparo e manutenção da saúde periapical (CANDEIRO et al., 2012)Neste post, separamos para você as principais características dos cimentos endodônticos. Continue a leitura!As principais características de um cimento endodôntico ideal:
  • Facilidade de inserção;
  • Tempo de trabalho e de presa adequedo;
  • Não apresentar contração de polimerização, para evitar infiltração;
  • Possuir uma fluidez que permita o preenchimento adequado do conduto;
  • Bactericida;
  • Excelente radiopacidade;
  • Não manche a estrutura dentária;
  • Biocompatível;
  • Bioativo;
  • Permita remoção.
Até recentemente os cimentos obturadores possuíam apenas a função de auxiliar no vedamento do conduto, ou seja, eram inertes, coadjuvantes. Na obturação convencional o conduto era preenchido com uma fina camada de cimento e todo o restante com guta percha.Com a nova geração de cimentos, (biocerâmicos) o material passa a ter propriedades bioativas, com isto a obturação pode ser realizada preenchendo todo o conduto com o cimento e utilizando a guta percha apenas como um carreador.Abaixo, listamos os principais cimentos obturadores do mercado:

1-Cimentos à base de Óxido de Zinco e Eugenol (OZE)

Um dos primeiros cimentos obturadores utilizados na endodontia, composto por óxido de zinco e eugenol.

Embora tenha uma história clínica satisfatória, a presença do Eugenol pode levar um aumento da resposta inflamatória.

Como se trata de um produto pó líquido é necessário manipular e sua consistência é espessa dificultando o escoamento do cimento e, com isto, um adequado preenchimento do conduto, proporcionando maiores índices de infiltração, além de provocar manchas no dente devido a sua composição.

2-Cimentos à base de Resina plástica

Os cimentos endodônticos compostos por resina epoxi foram desenvolvidos para substituir o óxido de zinco eugenol, com o intuito de melhorar o selamento dos canais radiculares.Este tipo de cimento por ser, em sua maioria, pasta x pasta permite uma facilidade de manipulação, possui uma melhor fluidez e com isto, um vedamento do conduto adequado.A sua formulação resinosa, pode liberar subprodutos que podem causar alergia ou prejudicar o processo de reparo tecidual; o retratamento pode ser dificuldade devido a sua interação química com a dentina.Além de possuírem tempo de trabalho e presa muito longo. Um dos cimentos mais conhecidos para essa técnica é o AH Plus.3-Cimentos à base de Hidróxido de Cálcio e resina dissalicilatoOs cimentos endodônticos à base de hidróxido de cálcio foram desenvolvidos com a finalidade de reunir em um cimento obturador as propriedades biológicas do hidróxido de cálcio puro, melhorando suas propriedades biológicas para obter um maior índice de sucesso endodôntico.A resina de dissalicilato é a mais bem tolerada pelos tecidos. Esses cimentos ainda possuem hidróxido de Cálcio em sua composição, que faz com que o material promova rápida reparação dos tecidos..

Um dos cimentos mais conhecidos para essa técnica é Sealapex e o MTA-Fillapex

4-Cimentos à base de Agregado Trióxido Mineral (MTA)/Biocerâmicos

O cimento endodôntico à base de MTA surgiu por volta dos anos 90 como o material de eleição para tratamento de perfurações da raiz e formação de barreira apical.Atualmente, ele é utilizado também como cimento endodôntico com apresentações prontas para uso, ou seja dispensa manipulação. Sua presa é obtida com traços de água provenientes da umidade do canal.Os cimentos obturadores biocerâmicos, como o BIO-C SEALER, promovem a indução de regeneração tecidual, ação bactericida e inibição da infiltração bacteriana, apresenta uma grande vantagem em relação aos cimentos obturadores tradicionais, não exigindo manipulação.A apresentação pronta para uso facilita a aplicação no conduto, simplificando o procedimento da obturação com grande economia de tempo.A Endodontia tem como principal objetivo controlar e prevenir infecções dos canais radiculares por meio da instrumentação, irrigação e posterior preenchimento e selamento hermético dos canais radiculares para alcançar o sucesso no tratamento endodôntico. A escolha do cimento endodôntico ideal é de responsabilidade do endodontista, que deve avaliar os prós e os contras para cada caso.

Esperamos que essas informações ajudem a esclarecer possíveis dúvidas sobre os tipos de cimentos endodônticos. Que tal compartilhar este conteúdo em suas redes sociais?

4 dicas eficientes para a gestão do seu consultório!Powered by Rock Convert